terça-feira, 8 de julho de 2008

Prova de Português foi confusa e duvidosa...

A Associação de Professores de Português classificou de "duvidosa e confusa" a prova de Português do 12º ano. Assim reza o jornal Público:
"A Associação de Professores de Português (APP) culpa a má formulação da prova pelos piores resultados dos últimos anos. "Os maus resultados [a português] não surpreenderam porque a prova apresentava toda uma série de questões mal formuladas que levaram os alunos à confusão. Esta quebra não se deve a falta do bom ensino de Português ou falta de preparação, mas sim exclusivamente à prova que os alunos tiveram à frente", afirmou hoje à Agência Lusa a vice-presidente da Associação de Professores de Português (APP), Edviges Antunes Ferreira. A responsável lembrou que tanto o primeiro como o segundo grupo do exame de Português do 12º ano "suscitaram várias dúvidas" à APP e a inúmeros professores, salientando que "nem os alunos nem os docentes podem ser responsabilizados pelos fracos resultados". "Os professores leccionaram e preparam os alunos este ano como sempre o fizeram nos anos anteriores. Há uma coisa que está mal nisto tudo e de certeza que não é a forma como os professores leccionam o Português", reiterou. A média de notas no exame de Português do 12º deste ano ficou abaixo dos 10 valores (numa escala até 20) pela primeira vez em três anos, situando-se nos 9,7 valores face aos 10,8 de 2007. Edviges Antunes Ferreira afirmou ver "com bons olhos" o reforço das medidas de apoio da disciplina no Secundário anunciado pelo Ministério da Educação na sexta-feira passada. "Qualquer reforço a nível da carga horária em Português é fundamental para melhorar o desempenho dos alunos. Mas não tenho dúvidas de que se os alunos no próximo ano forem confrontados outra vez com uma prova deste calibre os resultados não vão melhorar, vão ser os mesmos", considerou".
Nota: É claro que os professores de Português podem já adivinhar a chegada de um famoso plano, à semelhança do que aconteceu com a disciplina de Matemática, elaborado de uma forma salvadora pelo ME. E no final do próximo ano lectivo repetir-se-á o filme matemático ( pura adivinhação!!!).

1 comentário:

ProfContratado disse...

Olá, colega. Já há muito que venho a este blogue, no entanto, nunca havia colocado um comentário. Mas pela relevância do assunto, vou-me atrever a tal. Assim...

Não sei se já tinha conhecimento, mas o ME prepara-se para integrar na graduação para efeitos de concurso nacional, a avaliação do desempenho docente.

Se os sindicatos não souberem travar este processo, temo que os próximos concursos sejam envolvidos em polémica e que agudizem mais a relação entre docentes.

Cumprimentos.
Ricardo